EXTRAÇÃO DE DNA DE MORANGO detalhadamente o que ocorreu em cada etapa da extração

RELATÓRIO:


1. EXTRAÇÃO DE DNA DE MORANGO


A. Descrever detalhadamente o que ocorreu em cada etapa da extração

1°Passo - para extração do DNA do morango foi; água destiladas, sal, detergente. 

Método utilizado; selecionar 3 morangos e tirar os seus cabinhos verdes.


2° Passo - Colocar os morangos dentro de um saco plástico e macera-los pressionando os morangos com os dedos até obter uma pasta quase homogênea e transferir a pasta de morango para um copo.


3° Passo – Em outro copo misturar 150ml de água, uma colher sopa de detergente e uma colher de chá de sal de cozinha. Mexer bem devagar com o bastão, (ter cuidado para não espumar.)


4° Passo – Colocar cerca de 1/3 da mistura de água, sal e detergente sobre o macerado de morango. Misturar levemente com o bastão de vidro.


5° Passo - incubar em temperatura ambiente por cerca de 30 minutos. Mexer de vezem quando com o mesmo bastão.


6°   Passo  – Colocar uma peneira sobre um copo limpo e passar a mistura pela peneira para retirar os pedaços de morango que restaram.

7°   Passo – Colocar metade do liquido peneirado em um tubo de ensaio. Colocar apenas cerca de 3 dedos no fundo do tubo.


8°   Passo  –  Despejar delicadamente no tubo (pela parede do mesmo), sobre a solução, 2 volumes ou 2 dedos de álcool comum. Não misturar o álcool com a solução. Aguardar cerca de 5 minutos para começar a precipitar na interfase. Depois dos 5 minutos o DNA  vai boiar, depois colocar o bastão  dentro e girar o palito na interfase entre a solução e o álcool.


B. Identificar o que acontece biologicamente com as células

As células do DNA do morango com a presença do álcool ela é extraída do morango junto com o álcool. Quando usa o álcool gelado torna-se possível a visualização das moléculas, que se agrupam formando um monte de filamentos muito finos, isso ocorre devido ao fato de proteína  ser  insolúvel em álcool, ou seja, ela não se dissolve no álcool.


C. Anexar uma foto após conclusão do procedimento  



2. EXTRAÇÃO DE DNA DE HUMANO OU PLASMIDIAL


A. Descrever a função de cada uma das soluções utilizadas no protocolo 

A função do detergente é desestruturar as moléculas de lipídios das membranas biológicas. Desta maneira, as  membranas sofrem ruptura e todo o conteúdo celular inclusive o DNA fica disperso na solução. O sal misturado à água foi utilizado para  neutralizar o DNA, que  precipitará  com o álcool  gelado. O álcool gelado em solução salina proporciona uma solução heterogênea e faz com que as moléculas de DNA se aglutinem, formando amassa filamentosa e esbranquiçada

B. Identificar o que acontece biologicamente com as células 

Os morangos que consumimos são plantas da espécie Fragaria  ananassa. Estasplantas são rosáceas, ou  seja, são da mesma família das rosas que enfeitam muitos jardins. Elas se reproduzem principalmente por meio do estolão, que é um ramo que cresce paralelo ao chão, gerando brotos de novas plantas. Morangos  maduros também produzem  pectinases e celulases, que são enzimas que degradam a pectina e a celulose (respectivamente), presentes nas paredes celulares das células vegetais.

C. Apontar as diferenças entre a extração de DNA de morango e  a extração de DNA humano ou plasmidial 

O DNA humano é irrisório ela chega a ser 2% do que no DNA do morango. A diferença está na quantidade. A diferença entre a extração do DNA do morango e do ser humano é apenas uma, a necessidade de quebrar a parede celular das células do morango. A extração do DNA humano é mais simples, já que não há parede celular, apenas membrana. Na extração do DNA do morango é necessário macerar os morangos para quebrar o máximo possível de paredes celulares, e só aí os reagentes poderão atingir o núcleo celular e o DNA. Já as células humanas não precisam ser maceradas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário