Biologia Molecular Avaliação On-Line 3 (AOL 3) - Questionário

O perfil do DNA se obtém através de análise de vestígios biológicos na cena de crime, os fundamentos que embasam essa técnica de perícia forense são:





O perfil de DNA é uma técnica extremamente sensível que não é possível ser realizada em qualquer vestígio biológico




A obtenção do perfil de DNA ainda não tem um protocolo totalmente estabelecido ficando a critério do perito.




As etapas fundamentais para realizar essa técnica é a coleta, isolamento, fragmentação, separação, hibridização do DNA e revelação.


Resposta correta.


Para o protocolo dessa técnica é necessário apenas a coleta da amostra, sua fragmentação e posterior hibridização.




Para obtenção do perfil de DNA não necessariamente é obrigatório realizar a purificação do DNA.




Pergunta 2

1 ponto




Os Polimorfismos são regiões bastante especificas e aplicáveis a uma série de áreas de atuação, o que se sabe sobre essas regiões do DNA é que podem variar de acordo com a sequência ou com o comprimento de DNA.





Com base nisso, em relação a esses polimorfismos podemos afirmar:




As SNP’s são substituições de nucleotídeos em uma única base sendo polimorfismos muito raros de acontecer.




Os polimorfismos mais complexos são os que apenas um nucleotídeo é trocado ou substituído ou deletado, esses polimorfismos são raros.




Os polimorfismos repetitivos como os SSR são os mais simples tipos de polimorfismos sendo extremamente comuns sua ocorrência.




Os polimorfismos mais simples e abundantes são os SNP’s que consistem em polimorfismos de sequência de apenas uma base.

Resposta correta


Os SSR são polimorfismos de repetição que não tem aplicações observadas atualmente em nenhuma área.




Pergunta 3

1 ponto




Sabe-se hoje que apesar dos processos de variação do DNA ocorrerem comumente na célula e em várias regiões do DNA, a existência de polimorfismos é relativamente rara e mais difícil ainda é que essas variações causem efeitos biológicos ou doenças no ser humano. Em relação a isso podemos afirmar:





Os polimorfismos são tão raros que não conseguem atingir a frequência mínima para causar qualquer alteração nos indivíduos, seja na diferenciação, função biológica ou originando doenças.




Todas as formas de polimorfismos acontecem em regiões inter genes que não tem relação nenhuma com a codificação de proteínas ou codifica proteínas irrelevantes para funções biológicas.




As variantes polimórficas constantemente ocorrem em regiões não codificantes do DNA, além de serem causadas por mutações que provavelmente são muito raras para alcançar a frequência mínima esperada em uma população.

Resposta correta.


As variações nos genes, consideradas polimórficas são causadas apenas por recombinações genéticas, fato que explica a razão para não ter influência sobre nenhuma função biológica do corpo.




Todos os tipos de polimorfismos como acontecem sempre em regiões codificantes do DNA, estão relacionados a maioria de doenças que podem ser transmitidas através desses genes específicos.




Pergunta 4

1 ponto




Polimorfismo no sentido literal significa “muitas formas”, basicamente se referem a mudanças nas sequencias de DNA que originam muitas versões alternativas de determinada região.





Essas versões alternativas são denominadas alelos, porém um polimorfismo só se caracteriza:




Quando não há variação nas sequencias genômicas, ou seja, a ausência de alelos caracteriza um polimorfismo.




Por frequências alélicas extremamente diminutas por isso praticamente impossível de serem detectadas.




Quando existe uma frequência alélica menor que 1% podemos determinar que aquela região ou sequência é polimórfica.




Pela ocorrência de alelos predominantes que estão presentes em grande parte da população, em geral acima de 50%.




Com uma frequência de alelos variantes em uma região do DNA maior que 1% dentro de uma população.


Resposta correta


Pergunta 5

1 ponto




O grande desenvolvimento das tecnologias do DNA trouxe grandes avanços para muitas áreas da ciência e para a ciência forense não foi diferente.





Apesar de ser uma área altamente interdisciplinar, com a participação de várias disciplinas, a quem tem se destacado e tem tido grande aplicabilidade nos últimos anos é a genética.




Com base nisso responda:




As técnicas de identificação são poucas vezes utilizadas na prática já que legalmente ainda não é permitido usar amostras de DNA




Atualmente as técnicas periciais estão fortemente ligadas a genética, em especial a identificação do DNA em vestígios biológicos.


Resposta correta.


As tecnologias do DNA, apesar de permitir o estudo aprofundado do genoma não mostrou aplicabilidade ainda na ciência forense.




Os métodos de identificar o DNA em amostras biológicas são tão complexos e custosos que são pouca utilizadas hoje.




A genética ganhou grande notoriedade nos últimos anos nas técnicas de identificação, mas ainda não é a área de escolha nas técnicas de perícia.




Pergunta 6

1 ponto




As bases das técnicas de genética forense estão na análise de regiões polimórficas dentro do DNA.





Atualmente são utilizadas, em especial, áreas de repetições bem especificas que podem ser usadas para testes de paternidade e identificação de pessoas, sobre isso é correto afirmar:




As áreas de polimorfismo, por serem extremamente raras tem mostrado pouca aplicabilidade na área de genética forense.




Os exames de paternidade e identificação não podem ser realizados através da avaliação de regiões polimórficas.




As regiões de polimorfismo conhecidas como STR tem pouca aplicação prática por serem muito curtas e de difícil tipagem.




Os polimorfismos de comprimento conhecidos como STR e VNTR que apresentam áreas repetitivas são os mais utilizados hoje na genética forense.


Resposta correta.


Os loci denominados STR e VNTR são hoje os menos usados na genética forense por sua difícil manipulação.




Pergunta 7

1 ponto




A primeira técnica utilizada como marcador genético baseado em regiões polimórficas, foi amplamente utilizada em muitas áreas subsequentes na biologia molecular, sendo fundamental para o estudo do primeiro mapa genético foi a RFLP.





Sobre essa técnica:




Por usar enzimas de restrição para clivagem de DNA teve pouca aplicabilidade seno usada só no meio da pesquisa em instituições.




É baseada na utilização unicamente de SNP’s por não ter a necessidade de utilização de enzimas de restrição.




Esse método é mais utilizado até hoje pelo seu poder de discriminar genótipos e a possibilidade de usar pequenas quantidade de DNA.




A RFLP tem alto poder discriminatório de genótipos e é baseado na clivagem de fragmentos por enzimas de restrição.

Resposta correta.


Essa técnica tem pouca capacidade de discriminação de genótipos, se tornando, por esse motivo, rapidamente obsoleta.




Pergunta 8

1 ponto




As variações que ocorrem no genoma humano são processos que podem acontecer por influência de diversos fatores, entre radiação, substancias químicas, entre outros.





Essas variações ocasionam alterações nos genes que consequentemente causarão diferenças em características ou funções biológicas nos indivíduos, podemos afirmar em relação aos processos de variação no genoma:




Um gene originado por mutação mesmo alterado não pode ser passado para outras gerações tendo pouco impacto para a evolução.




A variação dos genes entre os indivíduos até agora não mostrou nenhuma relação com os processos de evolução das espécies.




As variações no genoma são processos danosos que não acontecem naturalmente, sendo impulsionados por agentes externos como radiação, químicos ou outros.




Alterações causadas no genoma não são capazes de causar nenhum dano as características ou funções do organismo.




Os processos de variação do genoma são ocasionados naturalmente na célula por meio de mutações ou recombinação genética.


Resposta correta.


Pergunta 9

1 ponto




O estudo dos polimorfismos, em especial através da evolução das técnicas de DNA, se mostrou de suma importância para uma variedade de áreas diferentes, desde a pesquisa sobre a evolução e variabilidade humana até exames de DNA.





O conhecimento sobre as regiões polimórficas demonstrou que existem vários tipos de polimorfismo, nesse contexto é correto afirmar:




A forma de classificar os polimorfismos é somente em relação ao processo no qual a variação foi originada.




A classificação dos diferentes polimorfismos está unicamente associada ao tamanho da região que sofre variação.




O polimorfismo do DNA é extremamente raro e não apresenta diferença quanto à forma ou tipo de sequência.




Os polimorfismos se agrupam ou diferenciam de acordo com a forma com que a sequência de DNA varia e o tamanho da região onde isso ocorre.

Resposta correta.


Estudar os polimorfismos mostrou que eles apresentavam diferenças, mas que por esse motivo são pouco aplicáveis.




Pergunta 10

1 ponto




Os métodos e processos para identificar indivíduos não vem de hoje, alguns séculos atrás já se pensava em alguns processos que poderiam ser utilizados para a identificação de suspeitos.





Podemos dizer que a primeira revolução na área de perícia nas técnicas de identificação foram:




As diferenças nas regiões do DNA só foram descobertas muito recentemente e mostraram ser dificilmente manipuladas.




A descoberta de regiões polimórficas, e com elas a possibilidades de identificar indivíduos através do sistema ABO, ou seja, antígenos eritrocitários.

Resposta correta.


A descoberta da identificação de indivíduos através da impressão digital foi a grande revolução nessa área das perícias.




A descoberta das mutações genéticas foi de grande importância para as técnicas de identificação de indivíduos.




Apesar do grande desenvolvimento das tecnologias do DNA, os sequenciamentos mostraram pouca aplicação para identificação.




  • Participe do nosso grupo de estudos EAD Grupo Facebook clique aqui >

Nenhum comentário:

Postar um comentário